TOTURE SQUAD – Espanha Recebe o Último Show da Turnê Européia do Torture Squad

torturesquad_2007A banda paulista Torture Squad em breve estará de volta ao Brasil após uma extensa turnê pela Europa. Ao final da turnê a banda terá feito 41 shows pelo Velho Mundo passando por Inglaterra, Holanda, Alemanha, Espanha, Suíça, Itália, Polônia, Croácia, Áustria e outros países. A atual excursão mundial e de divulgação do mais recente álbum, “Hellbound”.

Para encerrar a turnê a banda fará uma apresentação no festival Barroselas Metalfest, em Portugal, no próximo sábado, 02. “Tocar em um festival como o Barroselas e dividir o palco com bandas seminais como Sodom, entre outras, é a premiação de quase três meses de turnê”, afirma Vitor Rodrigues, vocalista da banda.

O último show da turnê européia será no domingo, 03, em Santiago de Compostela, na Espanha. Após retornar ao Brasil a banda deve anunciar alguns shows em território nacional.

Acompanhe abaixo “Abduction Was the Case” do Torture Squad

Para outras informções acesse: Rock Online

Anúncios

SURVIVORS ZERO – Nova Musica Postada no MySpace da Banda

A banda Finlandesa de death metal, SURVIVORS ZERO na qual os membros tambem fazem parte das bandas IMPALED NAZARENE, FINNTROLL, DEATHCHAIN e THE SCOURGER, postou no MySpace do grupo a faixa “Armageddon Cult”. A musica pertence ao album de estreia da banda o “CMXIX”, com o lançamento previsto para o  dia 09 de Setembro pela Cobra Records. Um single de edição limitada “Reclaim My Heritage” será lançado no inicio de Junho. A versão fisica do single contendo um cover do classico “People Of The Lie” (KREATOR) será lançado apenas na Finlandia, ja a versao digital estará disponivel para o restante do mundo.

“CMXCIX” foi mixado no Black Lounge Studio em Avesta, Suécia, enquanto a masterização ficou por conta de Pelle Henricsson da Tonteknik Recording em Umeå, Suécia.

Os integrantes do SURVIVORS ZERO são:

Sami Jämsén (Studio Perkele) – Guitarra
Tommi “Rotten” Virranta (ex-DEATHCHAIN) – Vocal
Tapio Wilska (ex-FINNTROLL) – Baixo
Jani Luttinen (THE SCOURGER) – Guitarra
Reima Kellokoski (IMPALED NAZARENE) – Bateria

survivor

Para outras informções acesse: Blabbermouth

Acesse tambem o MySpace da banda: www.myspace.com/survivorszero

DEVILS WHOREHOUSE – Termina a Mixagem de Novo Album

Materia traduzida da Blabbermouth

A banda de “horror death rock”, DEVILS WHOREHOUSE, projeto paralelo de Morgan Håkansson, guitarrista do MARDUK, terminou as mixagens de seu ultimo album, entitulado “Blood & Ashes”. O CD foi masterizado e será lançado no inicio de Abril pela Regain Records.

Track liste de “Blood & Ashes”

  • 01 -Oceans Turn To Blood
  • 02 -Wicked One
  • 03 -Speak The Name Of The Dead
  • 04 -The Cult Of Death
  • 05 -Werewolf
  • 06 -Demons Of The Flesh/Tight White Ropes
  • 07 -Shadows Never Change
  • 08 -Smell Of The Ancient Ones
  • 09 -Face The Master
  • 10 -Werewolf Nation
  • 11 -Snakes Out The Mouth Of Hell

A banda é composta por:

Morgan – Baixo
Makko – Guitarra
Maelstrom – Vocal
Hrafn – Bateria

A banda tocará na Fiendforce Festival em Solingen, Alemanha no dia 25 de Abril

WEREWOLF RELEASED

devilwhorehouse02

Para mais informaçoes acesse:devilswhorehouse.com/

THE FIFTH SUN – Banda Assina com a Deka Records

Materia traduzida da Blabbermouth

“The Fifth Sun” banda de melodic death metal originaria de Minnesota, postou a seguinte nota:

“Estamos felizes em anunciar que assinamos um acordo com a Deka Records, um selo localizado em Londres, Inglaterra. Eles relançarão ‘The Hunger to Survive’ em um futuro proximo. O selo acredita em tudo que somos e nos ajudará a mostrar nosso nome e nossa musica a um publico maior. Mas por enquanto nós estamos trabalhando na composição de nosso novo album e com planos de retornar ao Studio Fredman para grava-lo assim que estejamos 100% satisfeitos com as musicas”

O segundo album do “The Fifth Sun”, “The Hunger to Survive”, foi originalmente lançado em 2005. O CD teve sua gravação realizada no Studio Fredman, onde foi gravado também o album debut da banda em 2001, o “The Moment of Truth”.

fifth-sun

DAATH: Kevin Talley grava video e comenta sobre processo de composicao

A materia abaixo foi publicada no Roadrunner Record News

Kevin Talley baterista do DAATH descreve o processo de composicao da banda e grava video na RR.com!
sobre o processo de composicao Kevin diz:

Kevin Talley

Kevin Talley

“As pessoas tem curiosidade em saber como funciona o processo de composicao e como os artistas criam suas musicas. Bem, ha muitas formas diferentes, mas afirmo baseado na minha experiencia que a melhor maneira de compor é  se trancar dentro de uma sala e fazer uma “jam” com pessoas cujas afinidades sao as mesmas. É claro que é necessario haver algumas gravações preliminares, mas nao deixe essa demo inicial restringir o seu “feeling”. Aumente a velocidade, diminua a velocidade, mude o tempo, as possibilidades sao infinitas, nao se apege demais a regras de composicao – apenas sinta e se te agradar, perfeito!

Musicas são como garotas… algumas podem ser mudadas em apenas uma noite e outras podem levar semanas (foi o que ouvi!). Mas de qualquer forma,se nao der certo após 3 semanas chute o balde. “Shampen the Blades” levou um tempo e foi criada em diferentes ensaios. Emil perdia tempo com um riff – ele ficava tocando aquele riff sempre – entao sugeri que começassemos a musica com aquele riff, entao eu entraria com uma explosao… nem pensei – apenas entrei como uma explosao. O riff da estrofe é apenas uma variação do riff de abertura, mas note como é interessante a sequencia do bumbo (deslige a musica e cante a bateria para você mesmo). Entao voltamos a explosao no “pré chorus” com o riff “chuga chuga”. Este riff “pré chorus” estava originalmente numa musica escrita por Emil feita em um “drum machine” e nós o roubamos para esta musica. Eu acho que de inicio queriamos quebrar o ritmo para o “pré chorus” mas isto acabou ficando tao padrao que preferimos utilizar a explosao nesta musica, afinal, a explosao é simples e efetiva.

entao decidimos fazer um solo, após o solo quebrei o tempo pela metado. novamente nao tive a itenção de quebrar, apenas senti, e fiquei na cavalga em 2×4 “grooveada” no condução.

Esta sessao musical foi matadora e, como a maioria neste album, foi em sua maioria escrita em “jam´s” em um quarto. Alguns albuns foram escritos com “drum machine” mas em minha opinião, você só deve  compor numa “drum machine” se for a sua unica opção. Então finalizamos a musica com o riff da estrofe (base) com metade do tempo “grooveado” na bateria. Ficou meio estranho voltar àquele riff com uma batida diferente, mas soou legal então o mantemos. Não se esqueça das regras de composição – apenas faça aquilo que soe legal pra você.

Alas, Sean Z adicionaram alguns vocais e Jeremy escreveu a base atual do baixo (não apenas tocou com as guitarras todo o tempo) e agora eh tempo de partir pra proxima garota.

– Kevins Talley”

Pra quem quiser assistir o video da gravação acesse o link abaixo:

RR.com




  • Bem Vindo ao Rock N Heavy News

    rockstar
    ------------------------------------------------




















  • Enquete da Semana